Segunda - Sexta : 07:30 - 20:30 Hs
contato@endometriosesp.com.br
(11) 2155-8100

Espaço Saúde

17
jan

Endometriose: Descoberta pode melhorar diagnóstico

Pesquisa identificou padrão molecular da doença da mulher moderna. 

A endometriose, que causa uma série de problemas e desconfortos à mulher, como fortes cólicas, alterações intestinais e urinárias, dor no fundo da vagina durante a relação sexual e até mesmo infertilidade, atinge entre 10 e 15% das mulheres em idade reprodutiva.

Embora seja uma patologia silenciosa e que causa danos graves à saúde da mulher, ainda não se sabe ao certo o que desencadeia o surgimento da doença que, em alguns casos, é difícil de ser diagnosticada.

Sabe-se que a endometriose apresenta componentes genéticos, inflamatórios e ambientais, mas os estudiosos ainda não desvendaram  a intensidade dos fatores nos sintomas de cada paciente.

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) identificaram um padrão de moléculas do sistema imunológico relacionado a alguns sintomas de endometriose. Descobriu-se, também, a atividade celular que produz esse padrão.

Os cientistas analisaram o líquido peritoneal de mais de 70 pacientes que reclamaram de sintomas de diferentes intensidades. Para cada amostra, mediram cinquenta proteínas, incluindo componentes inflamatórios conhecidos como citocinas. As citocinas regulam a resposta do corpo a um agente infeccioso, mas podem também causar inflamações na falta de um agente patogênico, como na endometriose.

Os pesquisadores descobriram que a atividade das citocinas estava associada a alguns sintomas, especificamente nos casos de endometrioses ovariana e intestinal. Esse padrão, que incluía treze citocinas alteradas, também era relacionado à fertilidade da paciente.

Com a descoberta, espera-se clarear o entendimento sobre a doença e sua causa, aprimorar o tratamento e, quem sabe, dar mais alguns passos em direção à cura definitiva.

+ Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter